Domine suas Finanças no Ateliê: As 7 Contas Essenciais para Costureiras

contas-domesticas-no-atelie

Gerenciar um ateliê de costura é mais do que criar peças incríveis; é também cuidar das finanças para garantir o sucesso contínuo do seu negócio. Neste post, vamos explorar as 7 contas domésticas no ateliê de costura que são cruciais para manter suas finanças organizadas e maximizar seus lucros. Se você deseja fazer crescer seu ateliê sem perder o controle das despesas, continue lendo e descubra dicas valiosas para a gestão financeira inteligente.

Importância das Contas Domésticas no Ateliê de Costura

Ao gerir um ateliê de costura, é fácil se concentrar apenas na criação de peças únicas, mas ignorar o aspecto financeiro pode levar a problemas a longo prazo. Contas domésticas no ateliê são essenciais para entender para onde o dinheiro está indo e tomar decisões informadas. A seguir, destacamos as contas que você não pode esquecer.

As 7 Contas que Moldam Seu Ateliê

  1. Matérias-Primas e Estoque Gerenciar suas matérias-primas é crucial para evitar desperdício e controlar os custos de produção. Mantenha um inventário atualizado para não ficar sem suprimentos nos momentos mais críticos.
  2. Energia Elétrica e Água O funcionamento do ateliê depende de energia elétrica e água. Acompanhe o consumo mensal e procure maneiras de economizar, como desligar equipamentos não utilizados.
  3. Aluguel ou Hipoteca do Espaço Seja um espaço alugado ou próprio, o custo do local de trabalho é significativo. Inclua esse valor nas suas contas para manter uma visão precisa dos gastos.
  4. Salários e Encargos Sociais Caso você tenha funcionários, os salários e encargos sociais devem ser calculados e registrados para garantir que todos recebam adequadamente e estejam de acordo com a legislação trabalhista.
  5. Marketing e Publicidade Investir em marketing é fundamental para atrair clientes. Reserve uma parte do orçamento para estratégias de publicidade, online e offline.
  6. Manutenção de Equipamentos Máquinas de costura e outros equipamentos precisam de manutenção regular. Planeje os gastos para reparos e atualizações.
  7. Impostos e Contabilidade Ficar em dia com os impostos é crucial para evitar problemas legais. Considere a contratação de um contador para garantir que suas finanças estejam em ordem.

Dicas para um Gerenciamento Financeiro Eficiente

Gerenciar essas contas pode parecer desafiador, mas com algumas dicas, você pode manter o controle financeiro do seu ateliê de costura:

  • Mantenha Registros Detalhados: Mantenha um registro detalhado de todas as despesas e receitas. Isso ajudará a identificar padrões de gastos.
  • Estabeleça um Orçamento: Defina um orçamento mensal e siga-o rigorosamente. Isso evitará gastos desnecessários.
  • Automatize Pagamentos: Configure pagamentos recorrentes para contas fixas, como aluguel e energia elétrica, para evitar atrasos.
  • Analise Regularmente: Revise suas finanças regularmente para identificar áreas que podem ser otimizadas.
  • Investigue Alternativas: Sempre procure maneiras de reduzir os custos, como negociar preços com fornecedores.

Conclusão: Ao administrar um ateliê de costura, o gerenciamento das contas domésticas é um elemento fundamental para o sucesso a longo prazo. Ao entender e controlar suas finanças, você estará no caminho certo para crescer e prosperar no mundo da moda. Lembre-se sempre das sete contas mencionadas neste artigo e siga as dicas para um ateliê financeiramente saudável.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Se gostou das nossas dicas, não esqueça de compartilhar com outras costureiras que também podem se beneficiar dessas informações valiosas!

Sugestões de produtos e segmentos relacionados: Planilhas de controle financeiro para ateliês, cursos online sobre gestão financeira para costureiras, software de contabilidade para pequenos negócios

 

As contas domésticas no ateliê que vamos citar aqui são aquelas que vão existir mesmo quando a sua produção estiver parada. Ou seja, não estamos falando sobre comprar novas máquinas de costura, mas sim de manter a oficina de costura funcionando. Beleza?

Serão apenas 7 dicas de como manter uma planilha de custos assertiva. Veja!

1 – O aluguel do espaço físico

A primeira das contas domésticas no ateliê é a mais óbvia de todas: o aluguel. Agora, se você trabalha em casa e não vai ter esse gasto, ótimo. Se não, vai precisar considerar ele sim.

Pensando em um ponto comercial de grande cidade, isso pode passar dos R$ 5 mil, viu. Então, é o seu gasto número 1 a ser estudado.

2 – A energia elétrica

A energia elétrica pode não representar a maior parte do seu orçamento na oficina de costura. Porém, sempre está ali, ainda mais em épocas de racionamento, onde o preço fica mais caro. Então, atente-se a isso.

Ah, alguns equipamentos não possuem aquele selo de eficiência energética e nessa hora você vai ver como fica mais caro.

3 – O uso de água

A água, minhas amigas, também tem o seu valor, viu. Então, lembre-se dela como uma das contas domésticas no ateliê, ainda que seja dividida com a sua casa.

O ideal é saber dividir esse tipo de gasto entre as contas familiares e as da empresa. Porque se não vai virar uma bagunça só depois, quando o ateliê estiver produzindo muito mais.

4 – As linhas de comunicação

Aqui, a gente quer falar sobre tudo o que pode representar um tipo de gasto para você, desde o telefone até mesmo a internet. O fato é que você terá a sua mensalidade com isso. Portanto, dê a devida atenção ao plano.

Só para se ter uma ideia geral disso, saiba que hoje em dia é praticamente impossível pensar em uma empresa, independente da área ou do mercado, sem conexão com a internet, né.

5 – A limpeza do lugar

Mais uma das contas domésticas no ateliê é aquela que tem a ver com a limpeza do lugar. E por mais que você ache que água e sabão não vai representar muito do seu orçamento, calma.

Você vai ter um custo mensal com isso. Ainda mais com sacos de lixo, vassouras e todo tipo de higienização que a sua oficina exige.

6 – Os funcionários ou serviços

A gente optou por mencionar funcionários ou serviços no mesmo tópico por um motivo: há quem opte por não contratar ninguém no começo e ir levando o ateliê até que novas demandas surjam.

Nesse caso, pode ser que você tenha parceiros ou prestadores de serviços, como entregadores ou agências de marketing. Então, é um gasto mensal de todo modo e será importante nas contas domésticas no ateliê.

7 – A parte fiscal do negócio

Com certeza, essa é a última das contas domésticas no ateliê, porém, a que mais as pessoas esquecem também. Se você é MEI, Microempreendedora Individual, terá que pagar a DANFE para o governo. Se é ME, Microempresa, tem ainda mais gastos. Então, anote e considere!

É importante saber também se você precisará fazer acompanhamentos jurídicos ou aquele tipo de avaliação que exige o trabalho de um fiscal. Tudo isso pode encarecer o seu orçamento financeiro empresarial.

As contas domésticas no ateliê que são variáveis

Acima, a gente falou de todo gasto que é fixo, no sentido de se manter mesmo quando a produção fica zerada. É comum que os preços deles também se mantenham ou tenha alterações mínimas. Mas, há as contas variáveis também.

Veja quanto custa um ateliê de costura hoje em dia a partir de 5 investimentos

Então, no fim das contas, na hora de cobrar pelos serviços, pense também em investimentos como com máquinas, acessórios, ferramentas e tudo o que tem a ver com a produção!

Quero informações e cotação